MENU
A morte da mãe de Littlefoot

A morte da mãe de Littlefoot

O alfabeto gamer

O alfabeto gamer

O Fantástico Jaspion

o-fantastico-jaspion

Décadas de 1980 e 1990. Quem aqui não adorava aquelas lutas, que para a época eram super elaboradas e tensas? Com certeza, até mesmo quem não era daquele tempo, conhece ou ao menos já ouviu falar no Fantástico Jaspion. Pois a série teve tamanho sucesso, até então inédito por outras produções do gênero tokusatsu exibidas antes [a exemplo, o Ultraman], que desencadeou uma febre épica jamais vista, abrindo as portas da televisão brasileira para novos super-heróis japoneses. Sem dúvida, Jaspion é o Clássico dos Clássicos!

O Fantástico Jaspion

O Fantástico Jaspion, título que nós brasileiros conhecemos é, nada mais, nada menos do que a junção de duas palavras: Justice e Champion.


A história da série [no original, Kyojuu Tokusou Jaspion] inicia quando um garoto, sobrevivente de um acidente espacial, é encontrado pelo profeta Edin. Acreditando nas profecias da Bíblia Galáctica – a qual dizia que um guerreiro salvaria a galáxia e o universo das forças do mal – Edin crê que este garoto seja o predestinado a se tornar o lendário herói. Ele então, na esperança de que algum dia o menino venha a combater as ameaças do temível Satan Goss, adota o menino, dando-lhe o nome de Jaspion.

o-fantastico-jaspion-daileon

Anos mais tarde, já adolescente, Jaspion aprende sobre seu destino, e aceita de seu “pai” os equipamentos que seu mentor construiu para auxiliá-lo. Entre os artefatos, estão à armadura Metaltex, feita do metal mais resistente do universo [não, não é o Adamantium do Wolverine, e sim o metal Ejinium]; e a nave espacial Daileon, que tem o poder de transformar-se em um poderoso robô gigante. Sua missão é encontrar os pedaços da Bíblia Galáctica (que havia se espalhado pelo universo após o planeta natal de Edin ter sido destruído por um cometa) e destruir o império de Satan Goss.

Para essa jornada, Jaspion contava com a ajuda da androide Anri e após algumas aventuras em planetas desconhecidos, em um deles resgataram a “monstrinha” Miya, que passa a acompanhá-los.

o-fantastico-jaspion

Jaspion na Terra

Quando Jaspion, Anri e Miya chegam á Terra, alvo do maligno Satan Goss, encontram MacGaren, filho do temível vilão. Aqui, ganham novos aliados, como Boomerman, o professor Nambara, e seus filhos, Kanoko e Kenta.

As vitórias se acumulam, mas não são nada fáceis, enquanto Jaspion e o prof. Nambara buscam as cinco crianças irradiadas pela luz e um bebê lendário [ditos como os maiores temores de Satan Goss], além do Pássaro Dourado, que muito ajuda Jaspion nos momentos críticos. Nesse ínterim,o próprio Macgaren perde a luta para Jaspion e morre. Com raiva, Satan Goss “recruta” a bruxa galáctica Kilza que consegue ressuscitar Macgaren.

o-fantastico-jaspion

Interessante é que os guerreiros que trabalham para o Império Goss são muito fortes, mas, frente a Jaspion, Guila, Quadridemos, Aigaman, Zamurai (sem contar os monstros gigantes) e muitos outros são derrotados, dizimando as fileiras do mal.

Edin sacrifica a própria vida para que Jaspion possa encontrar as crianças e o bebê. Porém apenas as crianças são reunidas, e mesmo sem o bebê, Jaspion inicia o ataque a Satan Goss, o que parecia suicídio.

O último episódio de Jaspion

Quando as cinco crianças foram finalmente reunidas, durante a batalha contra Satan Goss elas uniram as mãos, e eis que o Pássaro Dourado se transformou em uma espada para Daileon. No calor da batalha, surge da terra o Ovo Dourado e enfraquece Satan Goss com sua luz. Neste momento Jaspion consegue aplicar o golpe final para destruir o poderoso vilão.

o-fantastico-jaspion-daileon

E adivinhem só. Dentro do ovo havia o bebê tão procurado, e, assim como Edin muitos anos atrás, Jaspion e Anri decidem adotar o bebê, voltando com ele para o Planeta Edin.

Com criação de Saburo Yatsude e a produção da Toei Company, a série teve 46 episódios e foi exibida pela TV Asahi no Japão entre 1986 e 1987. Jaspion chegou ao Brasil em 1988 e foi transmitida pela antiga Rede Manchete, berço das séries Japonesas, até 1994. Depois passou pela Rede Record (1994-1996) e pela TV Gazeta (1997). Ficou fora das telinhas até 2009, quando passou a ser exibido pela Ulbra TV.

E a trilha sonora ficou a cargo dos cantores Ai Takano e Akira Kushida [que interpretam magistralmente qualquer música!]

Curiosidades sobre Jaspion

Sem dúvidas, a série foi muito emocionante e sempre foi apreciada pelos fãs.[Ficou a saudade…]. Que tal vermos algumas curiosidades sobre o Jaspion?

O Fantástico Jaspion brasileiro

Indiscutivelmente, Jaspion continua como a série tokusatsu que tem o maior número de fãs no Brasil. Em razão desta gigantesca popularidade, o personagem tornou-se o protótipo do herói japonês em terra-brasilis. Alías, o sucesso é tanto que o pessoal do Cartoonagem Videos resolveu fazer um fan filme bem humorado, com um perfeito cosplay do Jaspion. Já ouviram falar no Fantástico Jaspion Brasileiro? Dá só uma olhada:


Fenômeno Comercial

o-fantastico-jaspion-daileonNo Japão, a grande sensação foi o toy do Daileon, que ainda hoje é negociado por preços bem altos em sites de leilão.

No Brasil fomos agraciados, apesar da Glasslite ter lançado toys com qualidade duvidosa. A editora Bloch lançou duas revistas com “fotonovelas” dos 4 primeiros episódios, e posteriormente a editora Abril “Jovem” apostou na quadrinização inédita (inclusive no Japão) do personagem que foi bem recebida pelo público. Na HQ do Jaspion a história deu sequência à original do seriado, mostrando Jaspion indo embora da Terra para defender o restante do universo contra a tirania da dinastia Goss, além do bebê (chamado de Pequeno Edin) sendo criado por ele e Anri.

Além disso, a febre Jaspion foi tanta, que materiais escolares e muitos outros produtos receberam a marca Jaspion por aqui! Portanto não foi só um sucesso entre os telespectadores, foi também um fenômeno comercial (e de Ibope), que dificilmente acontece, visto posteriormente só pelos Power Rangers.

Por onde anda o Jaspion?

o-fantastico-jaspion

Depois do sucesso de Jaspion, Hikaru Kurosaki decidiu se desligar do mundo artístico. O motivo teria sido a desentendimentos com um dos criadores da Toei, Sonny Chiba, (segundo o próprio Kurosaki, em entrevista a revista brasileira Henshin, em 2001). Com isso, o ator voltou a ser conhecido apenas por Seiki Kurosaki [seu nome real]. Vendeu motocicletas, e com o dinheiro abriu uma lanchonete. Porém, depois de ter uma série de problemas, fechou o negócio e algum tempo depois, abriu uma casa noturna no sul da capital japonesa, mas o empreendimento também não foi pra frente.

o-fantastico-jaspionComo Kurosaki, hoje com 51 anos, sempre foi apaixonado pelo mar, tornou-se professor de mergulho, na ilha de Okinawa. Casou-se com Yuko Asuka (ex-atriz, que interpretou a vilã Fara em “Bioman”), que faleceu em 2011. O casal não chegou a ter filhos.

E ai? Gostou de lembrar de mais um Clássico dos Clássicos? Fique ligado no Sintonia Magazine que em breve teremos mais.

Comentários
Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Google+Share on FacebookEmail this to someone

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>