O cinema trash ainda tem espaço?

Autor

Categoria

Compartilhe

Zé do Caixão é, sem sombra de dúvidas, o melhor exemplo brasileiro do cinema trash. Com filmes sangrentos, perturbadores, e… engraçados. José Mojica Marins ficou marcado por levar o gore tosco para até boas produções.

No mundo, um dos mais conhecidos diretores de cinema trash de terror é Peter Jackson, sim o mesmo de filmes premiadíssimos, como “O Senhor dos Anéis”, “O Hobbit” e “Distrito 9”. Seu primeiro longa de expressão foi “Bad Taste” (“Trash – Náusea Total”, no Brasil), em 1987.

Mas será que esse gênero perdeu total espaço no mercado cinematográfico? Em 2014, o diretor italiano Dario Argento enfrentou o preconceito e pôs a cara a tapa com seu “Drácula 3D”, um terror trash, com efeitos pouco caprichados e sangue de catchup.

Na história, o líder romeno Vlad Tepes (Drácula), que engana sua noiva Elisabetha para defender a igreja cristã na Romênia contra o ataque dos turcos, fazendo-a acreditar que ele está morto.

Porém, Elisabetha decide então se suicidar, sendo condenada ao inferno por tirar a própria vida. Vlad retorna da guerra e renega a Deus, por ter deixado sua noiva morrer e ir às profundezas. Ele, assim, jura só beber sangue a partir daquele momento, sendo condenado ao vampirismo.

A estreia de “Dracula 3D” aconteceu em 2014, e contou com distribuição da Playarte Pictures. Veja o trailer.

Sharknado: uma franquia de amor, ódio e sucesso

Se você nuca ouviu falar de Sharknado, provavelmente está precisando de uma boa atualizada no seu repertório de filmes trashs. A franquia é conhecida por misturar comédia e terror de um jeito único, que desperta amor e ódio nos seus espectadores.

A base de todos os enredos da série de filmes é a mesa. Um tornado com tubarões que aterroriza uma cidade. Claro que durante os lançamentos posteriores foi ganhando novos capítulos, chegando ao fim fatídico de toda a umidade (isso mesmo que você leu, fomos dizimados por tubarões em um tornado).

Ao longo dos anos, a franquia conseguiu conquistar muito sucesso, sendo considerada uma das maia clamadas do meio trash. E ela encerrou com o Sharknado 6, que além dos tradicionais peixeis repletos de dentes, também conta com viagens no tempo, dinossauros, terra medieval, nazistas e até faroeste.

E para quem acha que produções trash custam barato, saibam que o último dessa franquia custou três milhões de dólares. Confira abaixo o trailer desse filme que marca o fim de uma Era!

Qual o caminho do cinema de terror?

Espíritos, monstros demoníacos e muito susto. Essas têm sido as regras do cinema de terror atual. Mas por quanto tempo filmes no estilo “Atividade Paranormal” continuarão lotando salas? O gore e o trash perderam seu espaço?

O Sintonia Geek Magazine conversou com o jornalista e blogueiro Rodolfo Stancki sobre o caminho do terror no cinema, entre outros assuntos relacionados ao gênero, na nova edição do webprograma “Talk and Play Show”. Confira:

O futuro do gênero trash pode ser incerto. Mas a verdade é que existem alguns filmes trashs que absolutamente  todo mundo deveria ver. e nós do sintonia fizemos uma lista para você colocar o seu repertório de coisas grotescas, sem sentido e com muitos efeitos especiais duvidosos em dia.

Autor

Compartilhe