MENU
eternamente-vermelho

Eternamente Vermelho | O encontro dos Power Rangers Vermelhos

Power Rangers Movie

As curiosidades dos Power Rangers que você não sabia

A evolução do Pica Pau

evolucao-do-pica-pau

Do maluco ao cinema, muita coisa mudou na evolução do Pica Pau como desenho animado. E é essa história que você vai conhecer hoje. Você sabia que a censura foi responsável por grandes mudanças na atração? Pois então, aqui vamos contar tudo sobre a evolução desse que é um dos personagens mais populares de desenhos animados no mundo.

História do desenho animado Pica Pau

pica-pau-historia

Walter Lantz foi o criador do Pica Pau como desenho animado e da história, nos anos 40, nos Estados Unidos. O personagem foi desenhado para fazer parte de um curta cinematográfico para a Universal Studios, intitulado “Knock Knock”. Andy Panda seria o personagem principal da produção. Lantz teve que lutar pra por a animação no ar, já que os diretores da Universal consideravam o personagem muito feio e desajeitado. Porém, a estreia rolou, o público curtiu e foi pedido mais episódios com o pássaro como protagonista.

Nessa época, o Pica Pau maluco tinha movimentos desengonçados e tinha como objetivo tirar sarro de tudo e aloprar todos. Tinha o rabo verde, dois dentes e olhos meio vesgos, o que lembrava a aparência de pessoas com problemas mentais.

Mudanças no desenho animado

evolucao-do-pica-pau

Quando chegou à televisão, em 1950, o Pica Pau teve que renovar sua história e suas atitudes. O desenho animado sofreu mudanças principalmente por conta da censura que proibia algumas ações de violência. Foi nesse momento que o design do protagonista mudou, ele ganhou uma feição mais séria, os episódios tinham um humor mais infantil e as produções antigas foram editadas para poderem ser reprisadas.

Em 1972, as aventuras do pássaro de cabelo vermelho acabaram. Só em 1999 novas animações foram criadas para o novo Pica Pau. Foi uma remodelagem de todos os personagens e gráficos mais evoluídos.

Cores do Pica Pau

pica-pau-origemAs cores do Pica Pau foram pensadas estrategicamente. Assim como o Super Man, que carrega, praticamente, a bandeira dos Estados Unidos no corpo, o que mostra uma imagem de um país forte e indestrutível, o personagem criado por Waltz também segue essa linha na nova aparência para a televisão.

Se você é daqueles que acha que isso é só uma conspiração fajuta, saiba que o Leôncio tinha sotaque alemão e sempre era aporrinhado pelo Pica Pau ( leve relação com a Segunda Guerra Mundial).

Evolução do Pica Pau durante os anos

Veja esse vídeo, do primeiro episódio do Pica Pau que temos registro, em 1940:

Após esse curta, o Pica Pau virou personagem principal:

A primeira mudança na aparência do personagem para a televisão o deixou menos bizarro e mais infantil, se adaptando às normas de censura da violência na televisão para as crianças, nos anos 60:

Em 1999 mais mudanças… Muitas mudanças! Sem a necessidade de reforçar a supremacia estadunidense, agora o novo Pica Pau tem fortes influências escocesas, fazendo jus ao cabelo ruivo.

Pica Pau – O Filme

O ano de 2017 marca a chegada do Pica Pau aos cinemas. Utilizando a mesma estratégias de filmes como Scooby-Doo, Garfield e Alvin & Os Esquilos, o Pica Pau é desenvolvido em animação 3D e interage com o mundo real. A comédia foca mais no público infantil, mas todo adulto suspira ao finalmente ver o personagem nas telonas (em um longa).

No filme do Pica Pau, ele segue com suas cores originais, tem o desenho mais próximo dos anos 80, mas ainda carrega um pouco da loucura da primeira versão. A maior e mais bonita mudança talvez seja a texturas das penas em seu corpo e no topete. Se liga:

Diga qual é seu Pica Pau preferido nos comentários!

Comentários
Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Google+Share on FacebookEmail this to someone

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>