Como sobreviver a um apocalipse zumbi sem os erros do The Walking Dead

Autor

Categoria

Compartilhe

como-sobreviver-a-um-apocalipse-zumbi

Apesar de ser uma série muito adorada pelos fãs, a verdade é que The Walking Dead não ensina nada sobre como sobreviver a um apocalipse zumbi. Pelo contrário, a série parece mais um guia de como NÃO SOBREVIVER em uma crise do gênero.

Desde o primeiro episódio já podemos ver algumas coisas toscas que mostram que de realista ela não tem é nada. Tudo bem, precisamos levar em conta que essa é uma produção ficcional, logo, em teoria, ela não teria qualquer tipo de comprometimento com o realismo.

Contudo, se formos levar em conta que The Walking Dead se baseia totalmente no mundo que vivemos (e não em um cenário superlouco como Znation, a versão trash de TWD), o mínimo de se esperar é que a série apresente situações próximas real.

Mas o que vemos, na verdade, são erros e mais erros dos sobreviventes. Não dá nem para acreditar que eles conseguiram sobreviver tanto!

The Walking Dead: Um verdadeiro guia de como não sobreviver a um ataque zumbi

Por mais que os plots da série sejam legais, e os efeitos especiais razoáveis (aquele veado ficou bem mais ou menos em), The Walking Dead não ensina absolutamente nada de como sobreviver a um apocalipse zumbi. Se você for se basear na série em um futuro que envolva os mortos-vivos, provavelmente não sobreviveria mais que algumas horas.

Nós falamos com Julio Lobo, formado em psicologia, coaching de sobrevivência, apresentador do canal Sobrevivencialismo e instrutor de liderança e gerenciamento de crise na Equipe SOR. O especialista explicou de forma detalhada como alguns erros toscos de The Walking Dead são um verdadeiro desserviço para quem deseja aprender a sobreviver em um apocalipse zumbi.

Confira abaixo os seis tipos principais de erros da série que mostram que ela não ensina nada sobre a arte de sobreviver.

ERRO 1: As pessoas simplesmente não conseguem obedecer ordens

Quando pensamos em situações de crise, como um apocalipse zumbi, a imagem de liderança normalmente surge. Ou seja, vamos ser aqueles que dão as ordens.

Mas a verdade é que tão importante quanto liderar, é saber ser liderado. E em The Walking Dead os sobreviventes parecem ignorar completamente essa parte.

A galera não consegue seguir ordens. E isso coloca em risco não só a vida deles, mas de todos no acampamento.

Segundo Julio, esse tipo de situação é muito comum nos cursos de sobrevivência que ele já participou. Para ele, as pessoas precisam se submeter a situações de desconfortos para fortalecer a mente, e, assim, não tomar atitudes como as das cenas acima.

Além disso, é essencial buscar pessoas que já sabem o que é de fato dificuldade, e tenham experiência para achar boas soluções.

ERRO 2:  Mau gerenciamento de recursos

Não há como sobreviver a um apocalipse zumbi sem saber gerenciar bem os recursos. Água, comida, equipamentos, tudo isso precisa durar ao máximo em uma situação de crise. Mas em The Walking Dead as coisas parecem “brotar da grama”.

Para começar, essa cena da galera festejando no laboratório mostra a falta de noção sobre o assunto. Em vez de estarem enchendo a cara e gastando os recursos que acharam, os sobreviventes deveriam estar fazendo o inventário de tudo.

E o que falar sobre esse caminhão de gasolina sendo jogado no lago só pra “chamar a atenção” da horda de zumbis? O próprio “Protocolo Bluehand: Zumbis” (considerado o melhor Guia de como sobreviver a um apocalipse zumbi) fala que a visão dos mortos-vivos é péssima, sendo que eles não são capazes de distinguir cores, formas ou faces. Dá pra entender porque, ao mesmo tempo que a série tem uma legião de fãs, tem um mar de haters.

Julio Lobo explica, inclusive, que levando em conta a cronologia da série (ou seja, já se passaram alguns anos desde o início de tudo) a gasolina já não teria função nenhuma.

ERRO 3: Não conseguir estabelecer um acampamento seguro e sustentável

Outro erro impressionante é como o grupo ignora os princípios básicos de sobrevivência. Não é necessário ser um expert para saber que você precisa assegurar o perímetro antes de se estabelecer.

Isso sem falar na questão de ninguém ficar de vigia, e as pessoas parecerem esquecer que há zumbis sanguinários em toda a parte.

Julio explica que o grupo teve tempo suficiente (principalmente no caso da fazenda) para deixar o local seguro, e com soluções simples.

ERRO 4 – Camuflagem Zumbi

Esse é um erro clássico de The Walking Dead. Em teoria, a técnica funcionaria, levando em conta que o olfato é o sentido mais aguçado das criaturas (segundo o Protocolo Bluehand: Zumbis). No entanto, esse recurso deveria ser usado em último caso, e as pessoas deveriam se proteger completamente, evitando qualquer contato com os fluídos do morto-vivo.

Mas logo na primeira cena vemos Daryl simplesmente jogando um zumbi morto em cima do colega que tem uma ferida gigantesca aberta. Ou seja, contaminação na certa!

Isso sem falar em outras doenças transmissíveis pelo sangue, como Hepatite e HIV.

ERRO 5  – Uso Incorreto de Armas

A gente sabe que os exageros da série servem para manter o público sempre atento a tela. Mas tem coisas que não dá para relevar! O uso incorreto de armas é uma delas.

Parece que todo mundo do grupo tem o dom nato de manusear desde pistolas até lança-mísseis. Mas, de forma burra.

Julio explica, por exemplo, que usar duas pistolas não é nem um pouco eficaz. Além disso, ele também explica que NUNCA uma RPG teria uma explosão daquele tamanho.

O Canal Hoje no Mundo Militar explica de forma detalhada no vídeo abaixo como funciona uma RPG. A arma é um anti-tanque, ou seja, na situação da cena acima, não seria efetiva.

ERRO 6 – Conflitos desnecessários

Dá para entender que, em um cenário de crise, de vez em quando os ânimos aflorem. Mas em The Walking Dead a galera parece não ter noção da hora certa de “lavar a roupa suja”.

Tudo vira motivo de discussão. E coisas sérias, que precisam ser debatidas com calma, normalmente geram socos e tiros para todos os lados.

Julio comenta que também é muito comum esse tipo de conflito e consequentemente erros estúpidos. Para ele, esse erro e os demais, são uma forma de manter a narrativa, caso contrário a série não teria continuidade. Contudo, o grande problema é quando as pessoas usam isso como base na vida real.

Segundo o especialista, existem pessoas que realmente se preparam para um possível apocalipse Zumbi, levando em conta apenas seriados como The Walking Dead. E isso é um risco não só para elas, mas para outros indivíduos ao redor.

Esses são apenas alguns erros da série. Se nós fossemos citar todos (incluindo os furos de roteiro) essa matéria teria o tamanho de uma enciclopédia Barsa. Mas deu pra entender que em matéria de sobrevivência, The Walking Dead não tem nada a ensinar.

Mas afinal de contas, como sobreviver a um apocalipse zumbi?

Para saber como sobreviver a um apocalipse zumbi, você pode consultar materiais de sobrevivência em modo geral. Ampliar os conhecimentos na área de sobrevivência, ajuda a te preparar para cenários de crise, independente de quais sejam.

Isso porque, a parte do combate com os mortos-vivos já tem uma fórmula pronta, que é a Regra n°3 do Protocolo Bluehand: Zumbis – “Se tiver que lutar, escolha sua arma, mire na cabeça, e não erre!”

Agora, é importante ter em mente que para sobreviver, seja em um ataque zumbi ou em qualquer outro tipo de cenário apocalíptico, você precisa ter habilidades básicas de sobrevivência. E o próprio Julio Lobo fez um vídeo falando delas. Confira abaixo e depois poste nos comentários qual foi o seu resultado do seu “Score Sobrevivencialista”

Além disso, para você que quer aprender mais sobre sobrevivência, aventura, equipamentos, bushcraft (técnicas de vivência integrada à natureza), nós separamos 5 canais incríveis e SÉRIOS, que mostram mais sobre essa arte de sobreviver. Neles você aprenderá desde como identificar insetos e animais perigosos, até como criar um abrigo com o que tem ao seu redor.

Autor

Compartilhe