MENU
world-rpg-fest-curitiba

World RPG Fest 2017 | 5 motivos para curtir...

jogo-de-mesa

Entre a socialização e a treta: quem é você...

A Evolução da Brasil Game Show

bgs-historia

De um churrasco ao maior evento de games da América Latina, a Brasil Game Show tem muita coisa pra contar. A história da BGS começou com a paixão por games de Marcelo Tavares, empresário e jornalista que ostenta uma coleção invejável de games e consoles de todas as gerações.

Num longínquo 2002, Marcelo reuniu amantes de games no Game Churrasco, um evento que unia uma boa carne na grelha com jogos nos consoles. A ideia era boa, mas era pouco para um cenário tão grande de gamers carentes por bons eventos no país.

Era hora de dar um start e juntar toda essa galera num único espaço para jogar e discutir. Foi assim que surgiu a Rio Games Show, em 2009. Na sua edição de estreia, arrastou uma multidão de 4 mil gamers para a cidade maravilhosa. E não demorou muito pra segunda edição chegar e dobrar o público, alcançando 8 mil pessoas.

Para abraçar os gamers de toda a parte do país, a Rio game Show se tornou Brasil Game Show em 2010. A tática deu certo e, contando com a presença de developers importantes, como Sony, Blizzard e Warner,  a BGS atingiu nada menos que a marca dos 30 mil aficionados por games em dois dias de evento no Rio!

Em outubro de 2011, o negócio ficou ainda mais sério! O time de empresas aumentou e a presença de marcas como Microsoft, Sony, Warner, EA e Codemasters fizeram o público explodir para 63 mil pessoas. Tava na cara que a BGS não tinha fronteira. Era hora de ampliar e conquistar.

BGS | Rumo a SP

O Rio ficou na história da BGS, que voltaria para a cidade no Brasil Game Cup, em abril de 2017. O desafio agora era aumentar o alcance e abraçar o Brasil inteiro de fato. E nada mais justo que levar a Brasil Game Show para a maior capital da América Latina, a única grande metrópole nacional.

A edição de 2012 só comprovou que essa foi a melhor decisão do Marcelo Tavares e sua equipe tomaram. Com as principais novidades de Sony, Microsoft, Nintendo, Riot Games, Activision, Konami, Warner Games, EA, Codemasters, Capcom, Razer, AMD, Disney, entre outras empresas, a BGS bateu recorde e ultrapassou os 100 mil visitantes!

BGS | O até logo da Nintendo

O estande da Nintendo em 2012 foi um presente a todo gamer. De lá pra cá, porém, a Nintendo surpreendentemente não voltou mais. Mas por quê? Em 2013, Bill van Zyll, gerente-geral da Nintendo para a América Latina, disse que a empresa não viria pois estava focado no lançamento do Wii U no Brasil – faz sentido pra você? A Nintendo se distanciou mais ainda dos fãs brasileiros quando anunciou sua saída do país por “desafios no ambiente local de negócios”. Marcelo Tavares deixou as portas abertas para que a gigante japonesa volte à BGS. “Temos todo o interesse de ter a Nintendo aqui”, disse ao canal n-Party.

brasil-game-show-nintendo

BGS | Nostalgia gamer

Nem só de lançamentos vive a Brasil Game Show. Os gamers nostálgicos sempre tiveram espaço com áreas como o estande “Evolução dos Games”, que permanece como uma das atrações mais legais da história da BGS. Todas as raridades estão presentes, inclusive, na coleção pessoal de Marcelo Tavares.

Outra área para a galera das antigas é a Arena Arcade, com uma porrada de flipers pra voltar no tempo.

evolucao-da-brasil-game-show

BGS | Ao infinito e além!

A edição de 2013 levou mais de 150 mil pessoas à feira. Os destaques do ano foram os estandes gigantescos de Xbox e Playstation, além dos lançamentos de Call of Duty: Ghosts (maior fila do evento) e Assassin’s Creed IV: Black Flag. Outro ponto alto foi Desafio Internacional de League of Legends, com equipes de toda a América Latina.

Em 2014, 252 mil gamers curtiram o toda a violência do novo Mortal Kombat X, as partidas online alucinantes do Call of Duty: Advanced Warfare e as danças superanimadas do Just Dance 2015. Mas a presença de Ed Boon, criador de MK, foi o ponto alto da BGS.

A marca de 300 mil foi ultrapassada pela primeira vez em 2015. As grandes novidades para aquele ano foram a participação do executivo Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, e a oportunidade de jogar Dark Souls III, Star Wars Battlefront, Call of Duty: Black Ops III, Rainbow Six Siege e The Division. Além de um campeonato incrível de Dota 2.

Novamente batendo a meta de 300 mil visitantes, a BGS 2016 investiu nos campeonatos e a Brasil Game Cup teve competições fortes de Dota 2, CS:GO e Clash Royale. O line-up de jogos também estava robusto, com Horizon: Zero Down,  Forza Horizon 3, Watch Dogs 2, For Honor e Resident Evil 7 (também em VR). Destaque também para a presença de Shinji Hashimoto, criador de Kingdom Hearts e atual produtor da Square Enix.

BGS | 2017 vai bombar!

Para 2017, A BGS vai contar com mais de 200 marcas, os principais lançamentos do ano (como Assassin’s Creed Origins e Call of Duty: WWII), campeonatos de diversos games na Brasil Game Cup, convidados especiais (incluindo a mega participação de Hideo Kojima) e a Brasil Game Jam, uma maratona de desenvolvimento de games.

O Sintonia Geek Magazine estará lá, para trazer histórias únicas sobre o evento. :D

Comentários
Pin on PinterestTweet about this on TwitterShare on Google+Share on FacebookEmail this to someone

Posts Relacionados

Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>